Nem toda dieta é feita de salada e mais salada. Para a nutricionista e personal trainer Zana Morris, a gordura também pode ser uma aliada e tanto para a perda de peso. Por mais de 12 anos, ela acompanhou pessoas que eliminaram em média 3 kg (chegando a perder até 5 kg) e 5 cm de cintura em duas semanas. Em seu novo livro, chamado "The High Fat Diet" (dieta da gordura, em tradução livre) ela explica como seguir essa dieta para emagrecer rápido. Veja a seguir.

Utiliza una envoltura corporal para parecer más delgado durante un tiempo. Estas envolturas permiten dar un aspecto más delgado al literalmente “perder” algunos centímetros de la cintura, caderas y brazos. Si bien los resultados son temporales, este accesorio te permitirá lucir más esbelto para un evento especial. Estas son algunas de las opciones que puedes utilizar:[23]


Prueba la dieta de alimentos crudos si te gustan las frutas y los vegetales crudos. Esta es la mejor opción para las personas que no les gusta la carne y están cansadas de cocinar. Como su nombre lo indica, esta dieta consiste en consumir únicamente alimentos que no hayan sido preparados o cocidos. Es posible perder peso al consumir una gran cantidad de frutas y vegetales frescos, además de leche de coco, nueces, semillas y otros alimentos crudos.[14]
Consume más alimentos que te llenen. Algunas comidas proporcionan una mayor sensación de saciedad durante más tiempo. Muchas de ellas contienen proteínas, grasas o fibra. Sin embargo, los alimentos que ayudan a estabilizar el nivel de azúcar en sangre también son excelentes opciones, dado que permiten controlar el apetito. Estos son algunos de los alimentos que puedes incorporar en tu dieta para tener una mayor sensación de saciedad durante más tiempo:[7]
Coma porções menores para reduzir a ingestão calórica. Você não precisa cortar de vez tudo o que gosta de comer só para perder peso — e optar por alimentos mais saudáveis nem sempre é garantia de sucesso. O ideal é controlar o tamanho das porções com dosadores ou colheres especiais. Se preferir, use pratos e outros utensílios menores para criar a ilusão de que você está comendo mais.[5]
Priorize as proteínas magras e os vegetais sem amido na hora de comer. Preencha ½ do prato com vegetais sem amigo, ¼ com proteínas magras e ¼ com cereais integrais ou vegetais com amido. Além disso, incorpore gorduras saudáveis, como azeite de oliva, abacate e alguns peixes à dieta. Na hora de lanchar, coma frutas, nozes, sementes e vegetais cortados.[4]
O melhor momento para fazer uso de HGH-X2 é ao longo dos ciclos de corte que são completamente diferentes em comparação com ciclos de volume. Durante o ciclo de volume, o seu principal objetivo é aumentar acima com a massa muscular, tanto quanto possível. Ao longo do tratamento de construir uma grande quantidade de massa muscular, você da mesma forma colocar um pouco de gordura corporal ao longo. No entanto, o ciclo de corte irá oferecer-lhe a opção para esta extrema gordura. Ao longo de seu ciclo de corte, você precisa trabalhar duro com força, mas você principal objetivo será o de soltar o excesso de água e também de gordura que poderia ter sido obtido durante o período de volume.
Acordar pela manhã com o desejo de comer uma panqueca doce ou um pão integral com omelete e poder fazer isso é realmente libertador – e parece mais eficiente. “A autonomia na escolha do que vai ser colocado no prato garante a adesão à dieta, o que aumenta a chance de sucesso no emagrecimento”, afirma a nutricionista Vanessa Leite, de Porto Alegre. Criadora da dieta, ela conta que chegou a esse formato depois de ouvir a queixa constante de suas pacientes da dificuldade em seguir um cardápio pronto e engessado. A neurocirurgiã Daniela Luneli é uma delas. “Na minha rotina não cabe uma dieta fechada, que não me permite comer o que tenho disponível no momento”, diz a médica.

Quem já tentou um regime nesse esquema sabe que a vida fica mais difícil mesmo. Por outro lado, sem um menu, você corre o risco de errar na composição do prato ou no tamanho da porção. A nutricionista solucionou o problema com tabelas divididas por tipo de nutriente, com as opções já nas medidas corretas para cada uma das refeições: 30 gramas de proteína magra, 10 de carboidrato integral e 5 de gordura boa no almoço, por exemplo. São ferramentas que também ajudam na hora de avaliar o rótulo ou na adaptação de uma receita. “Carrego as tabelas fotografadas no meu celular e, nas duas vezes que fiz a Dieta de Definição, foi muito mais prático”, comemora Daniela, que perdeu 3 quilos da primeira vez e percebeu muito mais os efeitos da musculação, além de ter mais pique para malhar.


Adote a dieta paleolítica para evitar alimentos processados. Na Pré-História, quando os homens da caverna eram o estágio máximo de evolução humana, não havia tecnologias (ou até alguns ingredientes) para fazer cupcakes, batatas chips e outros produtos que são tão comuns hoje. Nesse sentido, a dieta paleolítica recria alguns hábitos alimentares da época — sob a premissa de que o organismo do homem não está acostumado mesmo à culinária moderna. Ao adotá-la, você pode comer carnes, vegetais, frutas e outros alimentos que já existiam, mas evite tudo o que foi "inventado" depois.[12]
×