Adote a dieta do mediterrâneo se você gosta de peixe e vegetais. A dieta do mediterrâneo é uma das várias alternativas que ajudam a perder peso. Ela é baseada em ingredientes e estilos de preparo que são tradicionais nas regiões do Mar Mediterrâneo e, de acordo com pesquisas, quem a segue fica menos suscetível a cardiopatias, além de perder alguns quilos em pouco tempo. Para começar, corte o pão, os laticínios e os alimentos processados e comece a ingerir as seguintes opções:[11]


No shape, as mudanças surgem ainda antes: dá para avançar um furo do cinto já no terceiro ou quarto dia. Para garantir esses resultados, capriche nos exercícios. “É fundamental associar o consumo extra de proteína a um treino de força, como musculação ou pilates.” Se faltar na academia, você não só corre o risco de ganhar peso como sobrecarregar o organismo e prejudicar o funcionamento dos rins e do fígado. “Em excesso, qualquer nutriente engorda – até mesmo a proteína.
1 chávena de chá ou infusão sem açúcar (por exemplo, chá preto ou verde, infusão de limão, de camomila, de cidreira ou de hortelã) ou 1 copo de leite magro ou 1 copo de leite de soja sem aromas ou 1 iogurte magro (sólido ou líquido, de aromas ou pedaços) ou 1 iogurte de soja + café ou descafeinado (se desejar) sem açúcar. Em alternativa, use a canela (pó ou pau) para adoçar + 1 fatia de pão de centeio ou pão de kamut ou de espelta ou 3 bolachas de arroz ou milho tufado ou 3 tostas de centeio ou 5 colheres de sopa de flocos de aveia.
Você prefere não consumir o suplemento? Isso não invalida a dieta. Ele é apenas uma sugestão prática para garantir uma boa fonte de proteína e, dependendo da marca, livre de gordura e carboidrato. Mas existem outros alimentos na tabela que cumprem essa função. Um filé de peixe grelhado, por exemplo, oferece os mesmos 30 gramas de proteína que uma dose do suplemento.
×