Identifique o que é mais nocivo para o seu corpo e descubra o que é melhor evitar. Todo mundo gosta de comer uma ou outra besteira de vez em quando. Tente diminuir a frequência com que você ingere esses alimentos para descobrir o que faz mal ao seu corpo: determinada atividade, um horário do dia, certas emoções etc. Depois, pense em formas melhores de lidar com a situação e evite até comprar ou guardar esses produtos na despensa.[6]
Para não ficar com fome, deve-se comer alimentos ricos em fibras trocando o pão francês, o macarrão comum e o arroz branco, pelos integrais. Uma ótima sugestão é no almoço e no jantar sempre comer um prato cheio de saladas que podem ser sempre variadas, com 1 porção de proteína que pode ser 2 ovos cozidos, 1 lata de atum em água ou 1 porção de carne magra que pode ser peito de frango sem pele ou peixe cozido ou assado.
A quantidade de insulina produzida depende do tipo de comida ingerido. Açúcares e carboidratos aumentam muito os níveis de insulina no sangue, enquanto as proteínas causam um pequeno aumento. A gordura, por sua vez, não causa qualquer alteração nas quantidades de insulina.  Sendo assim, uma dieta com mais gordura e pouco carboidrato faz com que o hormônio permaneça em níveis baixos e a glicose não seja levada para dentro da célula, onde seria transformada em energia.

Por que as pessoas obtêm resultados diferentes com este plano de dieta? Condições médicas podem desempenhar um papel importante no ganho ou perda de peso. É importante compreender todas as condições médicas que você pode ter antes de ir em uma dieta. Problemas de saúde mental também pode levar ao ganho de peso ou perda. Se você luta com ansiedade, você pode experimentar ganho de peso anormal. Certifique-se de perguntar ao seu médico para aconselhamento sobre como gerenciar a ansiedade para que isso não influencie em suas dietas alimentares.
Priorize as proteínas magras e os vegetais sem amido na hora de comer. Preencha ½ do prato com vegetais sem amigo, ¼ com proteínas magras e ¼ com cereais integrais ou vegetais com amido. Além disso, incorpore gorduras saudáveis, como azeite de oliva, abacate e alguns peixes à dieta. Na hora de lanchar, coma frutas, nozes, sementes e vegetais cortados.[4]
Calcule quantas calorias você pode ingerir sem ganhar peso. Para começar, determine qual é a sua taxa metabólica basal (TMB), que indica quanta calorias você precisa ingerir diariamente. Depois, use uma calculadora virtual para descobrir quantas dessas calorias dá para queimar por meio de exercícios. Por fim, subtraia 1.000 para cada quilo que quer perder nessa semana.[1]
No duermas por mucho tiempo o por muy POCO tiempo debido a que de acuerdo a un estudio hecho por investigadores en la Universidad Laval en Quebec… las personas que durmieron POR MUCHO TIEMPO (más de 8 horas) y las personas que durmieron MUY POCO TIEMPO (menos de 6 horas) fueron más propensas a aumentar de peso que las personas que durmieron entre 7 y 8 horas…
45 personas con sobrepeso que no usaban multivitamínicos fueron puestos en una dieta de perdida de peso y se les dieron multivitamínicos, y al final del estudio de 15 semanas – cada uno en el estudio perdió peso principalmente debido a que estaban en una dieta de perdida de peso, pero los multivitamínicos probablemente los ayudaron  a permanecer en la dieta por más tiempo mediante la reducción de sus apetitos y…
Adote a dieta paleolítica para evitar alimentos processados. Na Pré-História, quando os homens da caverna eram o estágio máximo de evolução humana, não havia tecnologias (ou até alguns ingredientes) para fazer cupcakes, batatas chips e outros produtos que são tão comuns hoje. Nesse sentido, a dieta paleolítica recria alguns hábitos alimentares da época — sob a premissa de que o organismo do homem não está acostumado mesmo à culinária moderna. Ao adotá-la, você pode comer carnes, vegetais, frutas e outros alimentos que já existiam, mas evite tudo o que foi "inventado" depois.[12]

En cierta forma, influenciados por la sociedad en la que vivimos, siempre que hablábamos de dietas u objetivos para adelgazar, nos venía a la mente el «pasar hambre» o incluso el «dejar de salir». Adriana nos demostró que no, más bien todo lo contrario. Todavía me acuerdo los primeros días de mi nueva forma de comer, donde incluso comía más que antes. Lo más sorprendente fue ver como, comiendo más pero mejor, el objetivo se iba alcanzando.
Come las comidas principales o los bocadillos cada dos a cuatro horas. Omitir las comidas no te ayudará a perder peso, e incluso puede ser perjudicial para alcanzar este objetivo. Los alimentos proporcionan la energía que el cuerpo necesita, por lo que estar mucho tiempo en ayunas puede causar cansancio, reduciendo tu nivel de actividad. Además, esta falta de nutrientes hará que el cerebro precise un alimento rico en calorías y azúcares para recuperar las energías rápidamente. Por lo tanto, en vez de pasar hambre, planifica comidas saludables en intervalos regulares.[3]
Você prefere não consumir o suplemento? Isso não invalida a dieta. Ele é apenas uma sugestão prática para garantir uma boa fonte de proteína e, dependendo da marca, livre de gordura e carboidrato. Mas existem outros alimentos na tabela que cumprem essa função. Um filé de peixe grelhado, por exemplo, oferece os mesmos 30 gramas de proteína que uma dose do suplemento.
×